HomeaflSurpresas de oferta de ferramentas em shows hipnotizantes no Madison Square Garden:...

Surpresas de oferta de ferramentas em shows hipnotizantes no Madison Square Garden: recapitulação + fotos

O Tool está no meio de uma turnê pelos EUA, tendo lançado a jornada em Baltimore na noite de quarta-feira (10 de janeiro). A turnê chegou à cidade de Nova York na sexta-feira (12 de janeiro) e no sábado (13 de janeiro) para um show de duas noites com ingressos esgotados no Madison Square Garden, marcando os primeiros shows da banda no lendário local desde 2001. A turnê continuará com uma parada final em Las Vegas no dia 18 de fevereiro (compre ingressos aqui).

Como tem sido sua prática desde o lançamento de seu quinto álbum de estúdio Inóculo do Medo, em 2019, o Tool iniciou seu set com a poderosa faixa-título do disco. O público de Nova York ficou entusiasmado com a intensa construção da música, com camadas de bateria e baixo pulsantes habilmente executadas pelo baterista Danny Carey e pelo baixista Justin Chancellor. Os tons de guitarra relaxantes, uma marca registrada do guitarrista Adam Jones, foram adicionados à experiência imersiva, todos complementados pelas linhas hipnóticas do refrão do vocalista Maynard James Keenan.

Escondido nas sombras, e ocasionalmente andando em ambos os lados da bateria de Carey, o sempre misterioso Maynard apresentou a próxima música da banda, “The Pot”, com sua letra reconhecível, “Quem é você para acenar com o dedo?” A multidão retribuiu, repetindo: “Você deve ter enlouquecido”.

A presença dominante da banda foi intensificada e amplificada por uma colossal parede de vídeo LED posicionada atrás deles, mostrando as adoradas imagens psicodélicas do Tool que os fãs aprenderam a amar. Keenan também enfatizou que os shows do Tool são experiências sem telefone, pedindo aos fãs que guardem seus “malditos telefones” e permaneçam presentes e conectados com a banda.

O set principal do Tool contou com performances magistrais de “Rosetta Stoned”, “Pneuma”, “Intolerance”, “Descendente” e “The Grudge”. A banda também proporcionou um intervalo para os fãs se aliviarem, pegarem alguns produtos e reabastecerem suas bebidas.

Ao retornar, e com um enorme gongo agora posicionado à esquerda do palco, Carey mergulhou na intrincada faixa instrumental “Chocolate Chip Trip”, apresentando sua rica síntese e elementos pesados. Quando o resto da banda voltou ao palco, eles surpreenderam agradavelmente o público com uma rara apresentação de “Flood” de Ressacamúsica que a banda não tocava ao vivo desde 2011.



Fuente

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Most Popular

Recent Comments